segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Companhia desagradável

A companhia não é agradável, pois o ser humano é digno de adjetivos esdrúxulos... Tipo assim... Pessoa chata! Pessoa mal humorada! Pessoa impertinente! Pessoa intransigente! E afins...
Então, por qual motivo os demais seres permanecem em companhia de este ser desalentador?

Insatisfação pessoal

Mal humorada entediada e preguiçosa, além de rabugenta!
Não temos nenhum conto de fadas, com uma senhora madrasta ou bruxa.
Trata-se apenas de um ser humano insatisfeito, e sabe-se que sua insatisfação é interna.
Difícil é saber qual o tratamento adequado para suas mazelas, pois, a digníssima não está satisfeita com nada do que é oferecido.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Pipocando ideias aterrorizantes

Erschrecken e/ou terrorisieren significa aterrorizar em alemão.
Através das palavras alguns seres humanos se sentem aterrorizados... Outros sentem se espantados! E tem aqueles que se sentem realizados.
Escrevo relatos das peripécias do nosso pensamento e do nosso dia a dia.
Mas, causa espanto e acaba por assustar seres humanos de natureza mais sutil.
É óbvio que farei uso das palavras para definir ideias aterrorizantes que estão pipocando no meu humilde cérebro, mesmo causando desilusão ou frisson aos desavisados.

Endocrinologista

Relacionamento, “modelo mal resolvido”, que tem o rebento o qual pede a união dos progenitores.
Ex-marido (amargurado) modelinho roubada (coitada da pobre vitima que se envolve com o ser humano), que pega o filhote para os fins de semana e telefona para a ex-mulher praticamente todos os dias. E não se apega a mais ninguém por desilusão amorosa, esporadicamente ele pega uma ou outra desavisada para suprir suas necessidades masculinas e descarta as coitadas (tipo... Copinho descartável).
Ex-mulher (depressiva) modelinho encrenca (nada interesseira, que não se preocupa com bens matérias, coitada) telefona incisivamente no final de semana que o filhote passa na companhia do progenitor, para saber se o rebento está recebendo tratamento adequado, quer saber quantos puns o garotinho soltou. Eterna vitima indefesa e solitária, desprovida de seus sonhos por conta da terrível desilusão amorosa (e/ou financeira).
Porém, após determinado tempo de separados... Sem compromisso aparente com outros seres humanos, (ela nega os boatos de um affair na igreja evangélica onde a coitada foi buscar apoio para a lasciva solidão que acomete seus dias), digamos que por única e exclusiva culpa da difamada sogra.
A sogra em questão é a mãe da ex-mulher. É a sogra sado masoquista. A dominadora (ela acaba com a própria vida, caso a filha reate com o ex-marido), invade a privacidade do casal, palpite distribui furtivamente. Não admite o enlace da filha com um ser humano desprovido de atributos financeiros! Criou a filha com tanto esmero para que sua princesinha se tornasse rainha e não plebéia.
O casal de obesos (que foram namorados belos e saudáveis, dentro das medidas recomendáveis), acredita que buscando tratamento com médico endocrinologista talvez exista a salvação para a relação.
Provavelmente com a situação financeira estabilizada (com bom rendimento financeiro), corpinho de atleta e toda dedicação e carinho (carro zero) que um pai e esposo apaixonado podem oferecer (presentes importados, viagens, casa de luxo... tarará, tarará!)... A relação decole (após o tratamento com endócrino, regime, dieta balanceada, exercícios físicos, antidepressivos), pois o casal vai estar leve!
Quem sabe o rapaz seja induzido a aceitar o senhor supremo (ela está investindo em religião) e se torne digno (nada de errado abdicar do fumo, do álcool, da cafeína, dos prazeres mundanos e afins...) reestruturando a sua família.
Os ambientes ficaram agradáveis com a presença do casal feliz e leve. É exaustivo tolerar as antipatias e amarguras dos fofinhos desiludidos (dizem que todo gordinho é simpático, agradável e feliz... Detalhe básico, salvo rara exceção do casal fofinho).
Endocrinologista também é cupido!
P.S. Dinheiro é sinonimo de união matrimonial e de sogra mansa...

Plágio do estilo

Existem seres humanos que apenas copiam.
Tipo assim... Baseiam-se em textos, narrativas, histórias, jornais, revistas e afins englobando diversos temas, referindo-se através do contexto de outros.
Adota-se a maneira de escrever de outros.
É o plágio do estilo.
É um sistema de fonte de inspiração!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Strep tease

A vida e/ou o ser humano merecem um "strep tease"!
Um relato desnudado de hipocrisia é um verdadeiro "strep tease".