domingo, 30 de dezembro de 2012

Consciência


Os dois se encontraram no auge da juventude...
Os dois caminhando pela mesma linha irregular...
Os dois fazendo uso das substancias, as quais libertavam suas almas da realidade e das suas obrigações... Responsabilidade, pra quê?
Unidos em um só laço, com necessidades em comum, decidiram andar lado a lado de mãos dadas...
Afunilaram suas vidas, se degradaram mutuamente...
Os dois em conjunto continuaram no caminho obscuro e tenebroso das substancias invisíveis... Buscando uma alegria falsa!
Os dois foram caindo em um triste buraco negro... Desilusão... A torpe sensação não os privou do chamado para realidade...
Ela seguiu ao lado dele e com ele afundou-se mais e mais...
Quando se viram lado a lado e sozinhos com seus rebentos, sem a segurança dos bens matérias ou apoio de terceiros... Ela continuou e lutou... Porém, não desfez os laços com seus vícios...
Ao longo desta jornada, ele foi acometido por males devido ao consumo das substancias ilícitas... Em sua ausência, mesmo estando de corpo presente, ela por sua vez encontrou outra perspectiva de vida... Sangue novo... Novas possibilidades e as doces ilusões dos sonhadores e amantes...
Entre vida ou morte ele optou por viver e foi pouco a pouco se transformando em um homem.
Livrou-se passo a passo dos vícios maléficos e foi saindo do fundo do poço lamacento onde se encontrou por tanto tempo... Na busca incessante da tal felicidade ele ama, reclama... Trabalha batalha, se edifica e se enobrece... Muda fisicamente... Viaja...
E a cada dia ele procura estar livre da consciência que o atordoa. Pois, ele sabe que saiu de um buraco sombrio, onde não adentrou sozinho, mas com toda sua ganancia e egoísmo, lá ele deixou quem um dia o acompanhou e quem um dia o abandonou, por estar abandonada...
No fundo do fundo ela permanece atrelada ao orgulho e a doença da dependência...
Ele aparentemente, (engana a si próprio) passa a impressão de quem está no topo e no controle da própria vida! Ele passa por cima e domina os sentimentos com ar de soberano e a pureza de um anjo caído...
Ele ainda busca seus bodes expiatórios... Ele necessita de um culpado para amenizar as dores da sua consciência...
A consciência aquela que acompanha o ser humano em qualquer situação, que jamais vai abandonar ou enganar o pobre indivíduo, que se disfarça de bom samaritano.

*Um dia se o ser humano tomar ciência desta postagem vai dizer solenemente que foi um breve elogio!*

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Maquiagem e bom gosto


Estou indelicada!
Gente... É um absurdo a quantidade de erros gramaticais comuns na Língua Portuguesa...
Erros de grafia; Erros de impropriedade vocabular; Erros de emprego dos pronomes; Erros de emprego de verbos; Erros de morfologia em substantivos e adjetivos ; Erros de regência verbal; Erros de concordância verbal e nominal; Erros de colocação pronominal... Esse são apenas alguns exemplos...
Erros toscos ao pronunciar as palavras, erros ridículos ao se escrever e erros absurdos ao se digitar (Google corretor, argh...)
O meu estomago doí nessas ocasiões! (Eu cometo erros, mas eu sei que antes de p e b é "m".)

Carai, pqp... Os palavrórios impróprios e gírias os brasileiros sabem falar!
Era pós PT!
É Lula lálá... Esse é o resultado de ter sido eleito um presidente analfabeto e ignorante.
A educação está uma vergonha! Professores falando... -Gaufo.

Erros

Estou indelicada!
Gente... É um absurdo a quantidade de erros gramaticais comuns na Língua Portuguesa...
Erros de grafia; Erros de impropriedade vocabular; Erros de emprego dos pronomes; Erros de emprego de verbos; Erros de morfologia em substantivos e adjetivos ; Erros de regência verbal; Erros de concordância verbal e nominal; Erros de colocação pronominal... Esse são apenas alguns exemplos...
Erros toscos ao pronunciar as palavras, erros ridículos ao se escrever e erros absurdos ao se digitar (Google corretor, argh...)
O meu estomago doí nessas ocasiões! (Eu cometo erros, mas eu sei que antes de p e b é "m".)

Carai, pqp... Os palavrórios impróprios e gírias os brasileiros sabem falar!
Era pós PT!
É Lula lálá... Esse é o resultado de ter sido eleito um presidente analfabeto e ignorante.
A educação está uma vergonha! Professores falando... -Gaufo.

domingo, 26 de agosto de 2012

Excluir

Eu fui excluída!
Nossa que desespero....
Parece que o mundo vai terminar...
Vou falecer por conta desta mesquinhes!
kkkk...
Pobrezinhos daqueles que tem o ego destruído e não reconhecem o que a vida tenta ensinar.
Coitados dos seres humanos que tem como assunto o próprio ser!
Não se desvencilham do passado, vivem algemados com as recordações...
Esquecendo-se de aproveitar o presente, que é na realidade a unica coisa solida.
Pessoas sem enigmas, sem incógnitas... Pessoas sem mistério ou ousadia!
Pessoas que expõe a intimidade para chamar a atenção...
Falta garra, fibra, brilho! Gentinha sem luz!
Não possuo tempo para viver no passado, eu amo a vida e adoro aproveitar oque eu tenho hoje para saborear!
Fui excluída por falta de argumentação...Hahaha...
Superação! Eu amo superar quem menospreza o semelhante!
A vida não se resume em manter um relacionamento amoroso.
Eu amo não amar, principalmente não amar quem não tem auto-estima.
Não amar quem precisa sugar os seres ao seu redor e apenas reclama, culpando terceiros é perfeito.
Ser excluída por quem não apetece é magnifico!




sábado, 30 de junho de 2012

Apaixonada

Ele é simples, básico e maravilhoso!
Eu sou maluca por esse homem!
A sua voz me enlouquece!
Maravilhoso!
Divino!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Um absurdo


Olha o respeito!
Um absurdoooo enorme!
Nada de apelidos... Não posso nem pensar em nenhum tipo de adjetivo!
Adoro olhar para aquele rosto e o ouvir falando grosso! Serio sisudo!
Ele manda e eu humildemente obedeço! Kkkkkkkkkkk
Ouço suas mentiras tolas e tocas! Mas não lhe aplico nenhuma...
Um absurdo eu comportada, educada!
Um exemplar interessantíssimo e de coração mole...
Uma paixão sem exageros, sem exigências, sem estresses...
Uma paixão sincera, livre de ilusões!
Paixão proibida!

quinta-feira, 1 de março de 2012

Solidão egoísta

Há pessoas que cultivam a solidão por não terem elas mesmas capacidades para grandes amizades. Por terem deixado escorregar pela mão oportunidades, conversas e risadas. Por terem esperado muito mais, por falta de paciência, por orgulho. Por terem acreditado que se viram muito melhor sozinhas. Por não ter coragem de pedir desculpas, de argumentar. Por uma briga, uma discussão, um fato mal colocado. Por medo da verdade, por vergonha do que foi dito, por pudor. Por não saber nada de naturalidade. A naturalidade que vem de quando se gosta realmente, de quando se torce pelas conquistas alheias. Nada mais natural do que sorrir porque o outro está bem.
Há pessoas tão ligadas ao sofrimento e às suas próprias angústias, que se tornam incapazes de ver as demais tragédias – e muitas vezes tão maiores. Guerras, políticos, pedofilia, desastres, fenômenos da natureza, dentre outros assuntos que mexeriam com qualquer ser humano de boa índole não são nada para essas pessoas.
São pessoas que buscam a simplicidade de forma mais dolorida, que preferem não entender, que gostam de ferir com gestos e cinismo, com aproximações sutis. Que gostam do isolamento e não sorriem pelo dia simplesmente amanhecer. Que afastam aqueles que aprenderam a gostar um pouco delas, para nunca mais. Que conseguem, do alto de tanta inteligência e mergulho em livros, machucar os que mais amam. Que procuram a dor mesmo quando a felicidade insiste em se aproximar. Querem conquistar coisas boas, mas não se esforçam por trazê-las para perto de si. Se tem briga, elas estão lá. Se tem desentendimento, também. Desafeto e mágoa são aliados para deslanchar em textos, em frases, em pensamentos solitários antes de dormir.
Interessante como existe tanta gente a fim de disseminar o desânimo e fazer aflorar o egocentrismo. É preciso atenção para essa gente. Ninguém é completamente bom ou mau. Mas esses, são estupidamente egoístas e rancorosos, o que, em matéria de relações humanas, sejam essas de amizade ou de amor, é definitivamente pior.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Santinha com salto de borracha

Os desavisados acreditam piamente que sou uma espécie rara...

Uma perola! Uma idiota! Uma criatura inocente!

Um anjo!

Uma patricinha mimada!

Quantos elogios... Chega a ser cansativo...

Sou apenas um docinho meio amargo de se engolir, ou seja, uma flor de jiló!

Sou duas caras! Rsrsrs... Um demônio!

Sou filha única seria uma boa definição...

Não desperdiço tempo ou oportunidade debatendo...

Apenas observo, analiso e o fato esta consumado.

Ser um ser humano egoísta e premeditado é algo que se desenvolve com o tempo e através da convivência com seres astutos.

Ser legal... Ser bondosa... Para que?

O interessante é ser muito FDP...

É divertido ser sacana!

O fato de observar aquele ser cretino e traidor se engasgar com o próprio veneno é divino!

É pura maldade dar corda para quem quer se enforcar...

Mentir para quem mente descaradamente...

É cansativo ficar enroladinha esperando o exato momento de dar o bote e engolir o boi!

Eu dou o tapa e depois escondo a mão... Eu não... Agora eu arranho e escondo a mão!

Fazer palhaçada e rir da cara do palhaço é mais gostoso!

Aprendi que se o ser humano está caído... Foi ele, quem escolheu entrar no buraco, então ele que se vire para escapar de onde entrou... Não dou a mão para nenhum tipo de idiota, com cara de cachorro que caiu da mudança.

Nada de estar ao lado de ninguém... Meu lugar é encima de um belo salto!